Você já ouviu falar nesse termo: “FAST FURNITURE”?

Esse termo se refere a um tipo específico de mobília que, por ser fabricada através de processos industriais e com matéria prima de baixo custo, tornam-se super acessíveis, do ponto de vista financeiro.

Mas nem tudo que parece bom é realmente bom, não é verdade? Apesar de serem lindas, estarem dentro de todas as tendências de decoração, terem, além do preço, um frete muito barato e serem, aparentemente super fáceis de montar, desmontar, transportar, esse é um exemplo de “bom, bonito e barato” que NÃO COMPENSA!

COMO ECONOMIZAR NA COMPRA DE MÓVEIS – CLIQUE E SAIBA MAIS –

Já tem tempo que a nossa forma de consumir decoração e, principalmente, MÓVEIS, tem mudado. Antigamente, não era raro que uma casa mantivesse a mesma decoração por muitos anos, trocando, apenas as fotos de família.

Com o surgimento de maquinário industrial para a fabricação de móveis e com a popularização do PLÁSTICO, no século passado, aliados aos investimentos em pesquisas para desenvolvimento de novos materiais, os móveis deixaram de ser feitos de madeira maciça e de forma manual, por carpinteiros e artesão (como eram, antes da revolução industrial).

Antes, a fabricação de uma peça de mobiliário poderia levar meses, hoje, uma fábrica consegue produzir uma peça de mobiliário em horas (às vezes, em minutos).

LOJA DE MÓVEIS PLANEJADOS OU MARCENEIRO: QUAL É O MELHOR? – CLIQUE E SAIBA MAIS –

Através de um grande investimento em marketing, nossa “percepção de qualidade” se transformou drasticamente. A facilidade com que acessamos as tendências mundias de decoração nos permitiu focar nossa atenção, não mais na personalização das peças, nem na sofisticação dos adornos. O fator que tem pesado cada vez mais na escolha da nossa decoração é a TENDÊNCIA (ou, como eu prefiro me referir: MODISMO).

De uns tempos pra cá, nossas preferências estéticas têm se renovado cada vez mais rápido. Uma “tendência” que, antes perdurava por 10, 15 anos, hoje, em menos de 2 anos, já está obsoleta.

Você já se perguntou porque isso acontece?

Não é que nós tenhamos nos tornado mais existentes. Longe disso… O mistério por trás dessa nova forma de consumir é uma velha conhecida nossa: a OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA.

Sim, minha gente, ela chegou até no nosso mobiliário.

Por contar com uma matéria prima de baixa qualidade, muitas vezes não indicada para seu propósito, os móveis baratinhos da IKEA / ETNA / CASAS BAHIA moda acabam tendo durabilidade muito pequena, fazendo com que você se veja obrigado a trocar a decoração mais rápido. Como as tendências mudam a cada um ou dois anos, você acaba não encontrando peças com o mesmo design ou com uma estética que combine com seus móveis antigos e pode acabar trocando móveis de excelente qualidade por “fast furniture” pra que a decoração fique harmônica.

MDF, MDP, MADEIRA DE LEI: QUAL É A MELHOR? – CLIQUE E SAIBA MAIS –

A grande facilidade ao comprar pela internet, a velocidade e a praticidade com que todos os produtos chegam no conforto da nossa casa, além do desaparecimento de lojas físicas, são alguns fatores que nos levam a optar por esse tipo de compra.

A falta de conhecimento sobre material, acabamentos e até a falta de referência, em se tratando de dimensões dos produtos, ocasionam compras equivocadas e arrependimento. Mas uma peça de mobiliário não é tão simples de devolver quanto um tênis ou um livro.

A devolução é cara. O valor do envio pelo correio é alto. As lojas conseguem baratear esse custo, pois enviam por transportadora, já que têm muitas entregas para endereços próximos, mas nós não conseguimos fazer essa devolução de forma barata.

Acabamos ficando com uma peça que não nos agrada ou tendo que doar. Isso implica em: desperdício e stress.

Somado aos fatores: OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA, MÁ QUALIDADE, ARREPENDIMENTO E DIFICULDADE DE DEVOLUÇÃO, ainda temos o fator PEGADA DE CARBONO.

Você já imaginou quantos “fast furniture” são adquiridos todos os dias, no mundo inteiro? Agora imaginem que as fábricas ficam, muitas vezes, localizadas em um único polo (às vezes, em outro país) e que, para cada caminhão/navio/trem que carrega esses produtos do fabricante até você, são emitidas quantidades significativas de CO2 na atmosfera, provenientes da queima de combustível pelos veículos.

Sem mencionar que algumas fábricas utilizam madeira ilegal nos seus produtos. Madeira sem certificação, que são ROUBADAS de reservas ecológicas. E até mesmo a madeira “legal” pode ser um potencial causador de danos ao meio ambiente. Algumas florestas de pinus e eucalipto, por exemplo, necessitam de grandes extensões de terra para plantio (monocultura), e para que sejam implantadas é necessário desmatar e eliminar todas as espécies nativas que ali existe.

SUA DECORAÇÃO PODE ESTAR PREJUDICANDO SUA SAÚDE – CLIQUE E SAIBA MAIS –

Danos para o bolso, danos para a nossa saúde e para o meio ambiente. Agora você entende o verdadeiro “CUSTO” dos produtos fantasticamente baratos!

E aí? o que achou desse artigo? Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário e eu terei prazer em responder! Se gostou, compartilha! Não se esqueça de seguir a Catabila nas redes sociais para fazer parte da nossa comunidade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.