Você já percebeu que está rolando uma modinha de cerâmica artesanal? São alguns poucos nomes de ceramistas consagrados que têm sido mencionados em revistas, programas de TV, blogs e redes sociais… Mas essa modinha tem um sentido (por incrível que pareça, algumas delas têm isso).

Eu expliquei em um vídeo do ig TV, como institutos como a “Pantone” analisam e descobrem tendências de consumo para os próximos meses/anos/décadas… (se você não viu, clique aqui!) e alguns desses institutos, responsáveis por analisar e descobrir as tendências no Brasil (e nas maiores potências da decoração, no mundo), FELIZMENTE, descobriram que as pessoas querem coisas NATURAIS!

VALE A PENA CONTRATAR ARQUITETO?

Coisas que não passem por tantos processos e recebam tanto aditivos químicos que, ao final da sua produção não saibamos distinguir a matéria prima da qual são feitas…

“metil, propil, propeno, propano, melamina, epoxi…”

CANCERÍGENOS E POLUIDORES, a população tem acordado sobre os efeitos de tais aditivos para a saúde de quem usa e para o planeta.

SUA DECORAÇÃO PODE ESTAR PREJUDICANDO SUA SAÚDE. DESCUBRA COMO!

Cresce a insegurança quanto à composição dos bens de consumo, assim como, um dia, cresceu a insegurança sobre a composição dos nossos ALIMENTOS.
Sabe aquela tabela nutricional que vemos, hoje, em todas as embalagens de produtos alimentícios? Essa será a nova etapa para os bens de consumo: INFORMAÇÃO.

BARRO… ARGILA… Essa matéria prima, você conhece, né?

PEDRA, MADEIRA, PALHA… Imagino que essas, também…

Assim como temos visto cada vez mais pessoas aderindo ao movimento “comida de verdade” – não processada – , vemos pessoas buscando “materiais de verdade” – não processados – não sintéticos – NATURAIS.

descubra coisas sustentáveis que você pode fazer hoje, com bambu!

Há alguns anos atrás, a população norte-americana vivenciou uma era em que questões políticas e orçamentárias definiram a dieta alimentar nas escolas, criando uma “cultura do fast food”, o que culminou em uma população desnutrida e, ao mesmo tempo, obesa. Essa geração, ao alcançar a idade adulta e vivenciar problemas de saúde relacionados à dieta, foi responsável por uma mudança radical na forma de consumir alimentos industrializados.

A necessidade de informação nutricional foi a responsável pela exigência de leis que obrigassem a transparência por parte dos fornecedores. As tabelas nutricionais são o reflexo dessa era.

Hoje, estamos nos encaminhando para um momento na história em que os reflexos da revolução industrial (salários baixos e jornadas de trabalho exaustiva aos operários, grande exploração dos recursos naturais, alto impacto negativo no ambiente e obsolescência programada) estão sendo cada vez mais percebidos pelos consumidores.

Todo mundo quer ter controle sobre o que está levando pra dentro da sua casa e que impacto está gerando na vida de outras pessoas, outras famílias e no planeta (e os fabricantes já sabem disso). É por isso que essa modinha da cerâmica está vingando, pois na falta de uma “tabela informativa” para um produto, a melhor decisão é optar pelo que conhecemos. Materiais nos quais confiamos.

Portanto, eis uma premonição: aguarde o surgimento de produtos sintéticos, feitos de plástico ou compostos de petróleo, “com cara de natural” invadirem as prateleiras das lojas de departamento. Aguarde produtos historicamente baratos começarem a custar caro, só porque têm uma etiqueta de marca. E não caia nessa. Compre de fabricantes locais. Fomente a economia do seu bairro, do seu município. Conheça quem produz o que você compra.

A melhor forma de saber direitinho como é feito o produto que você compra é perguntar pra quem faz.

Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário e eu terei prazer em responder! Se gostou desse post, compartilha! Não se esqueça de seguir a Catabila nas redes sociais para fazer parte da comunidade!

Um comentário em “Você tem visto cerâmica em todas as decorações (e isso tem um motivo…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.