Oi, galerinha! Hoje venho falar de um assunto que não é polêmico, não é tabu, mas é completamente desconhecido e ignorado, tanto pelos profissionais da área da construção civil, quanto para os consumidores! O tema do post de hoje é: VIDRO!

O que a gente mais ouve falar dentro do mercado e até vindo dos próprios fornecedores de vidros é que “vidro é tudo igual” e, por isso, todo mundo acaba levando o mais barato.

Isso realmente era uma verdade, há muito tempo atrás, quando as tecnologias empregadas na fabricação do vidro ainda eram muito embrionárias, e os seus benefício, não tão perceptíveis. Infelizmente, esse pensamento ficou tão popular, que apesar da evolução das tecnologias de fabricação, seus benefícios ainda são muito desacreditados.

CONHEÇA OS DIVERSOS TIPOS DE VIDRO E SEUS USOS!

Principalmente por causa da sua ótima durabilidade, é comum que os vidros das residências nunca sejam trocados. Por esse motivo, o consumidor não tem como comparar as vantagens e desvantagens entre um ou outro “modelo”. Diferentemente de um piso ou revestimento, que recebem trocas com frequência, fazendo com que tenhamos uma preocupação maior com a sua qualidade.

Resultado de imagem para vidro
FOTO: vidracaria.psdovidro

Como não há como medir, o consumidor não vê vantagem em pagar mais por um vidro que, supostamente, trará mais benefícios, mas que ele não tem como comprovar. Por isso, a grande maioria acaba adquirindo vidros mais populares. Isso faz com que  grande parte dos fornecedores não invista em uma variedade maior de produtos em estoque. Então os próprios fornecedores usam esse argumento, convenientemente, para te vender o material que eles têm disponível.

Já os arquitetos e decoradores DESCONHECEM os vários tipos de vidros existentes no mercado, suas especificações técnicas e utilizações. Estive no Sindicato do Comércio Atacadista de Vidros Planos Cristais e Espelhos do Rio de Janeiro, (http://www.sincavidro.com.br/) na semana passada, para conhecer as novidades e aprender um pouquinho mais sobre esse material tão usado na construção e na decoração, justamente para não cair na conversa dos desavisados. E vou ensinar a vocês, agora, uma boa parte do que eu aprendi, pra que vocês, também passem a conhecer os benefícios de se escolher o vidro certo para cada uso!

Primeira questão importante: NORMAS TÉCNICAS! Eu sei que é chato, mas temos que ficar cientes dos nossos direitos e deveres, para não sermos passados para trás e nem colocarmos nossa família em risco. De acordo com o código de defesa do consumidor,

É vedada, ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas (…)

VII – Colocar no mercado de consumo qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou , se normas específicas não existiram, pela Associação de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – CONMETRO”

capítulo V, artigo 39 (DAS PRÁTICAS ABUSIVAS)

A Norma Brasileira (NBR 7199-2016) que trata de “Vidros na construção civil – Projeto, execução e aplicações” estabelece várias diretrizes sobre a utilização desse material. Os profissionais que especificam, fornecem, executam ou vistoriam os serviços relacionados à vidraçaria são responsáveis pela orientação do usuário quanto à compra do produto adequado e deverão responder juridicamente por quaisquer acidentes que possam ser ocasionados pelo mal uso do material, podendo ser responsabilizados penalmente pelos danos ocasionados aos usuários.

Por isso é tão importante que esses profissionais sigam as normas e façam uso correto do vidro nas diversas situações, seguindo as normas e leis.

Quero deixar claro que, além de compor janelas, o vidro tem diversas outras funções e propriedades que podem ser aproveitadas de diversas formas. Por ser um material muito versátil, é difícil encontrar alguma situação em que não seja possível fazer uso dele.

Algumas vezes, por falta de conhecimento, acabamos deixando de usar vidro em determinadas situações por subestimar suas qualidades técnicas, mas saiba que a indústria tem investido muito em tecnologia para agregar, cada vez mais benefícios ao material. Abaixo, as principais propriedades do vidro:

  • SEGURANÇA

Como coberturas, guarda-corpos de varandas, terraços e escadas, onde se queira preservar a  permeabilidade, seja para melhor iluminação, para contemplar uma bela vista ou para deixar o ambiente mais leve, o vidro bem dimensionado é muito resistente a choques e, mesmo em casos de quebra, seu uso correto pode diminuir danos que seriam inevitáveis, se comparado a acidentes com outros materiais. Também é usado como esquadrias à prova de balas ou anti vandalismo, para coberturas ou vedações que precisem barrar a entrada de estranhos, como em vitrines de lojas ou residências localizadas em bairros onde seja comum a invasão de casas.

  • PROTEÇÃO CONTRA INTEMPÉRIES

Estofados desbotados pela ação do sol, quem nunca? Essa é uma das principais reclamações quando se pensa em usar grandes vãos de esquadrias nas salas de estar, jantar ou dormitórios. Vidros adequados são capazes de conservar as cores e a integridade dos tecidos, há diversos tipos de vidro, inclusive com proteção contra raios UV, que dão maior vida útil aos estofados, às cortinas, às superfícies de madeiras e afins. Além disso, na forma de coberturas, de fechamentos laterais e janelas, os diversos tipos de vidro protegem tanto os usuários, quanto o mobiliário, da ação de chuvas e ventos.

  • CONFORTO TÉRMICO

Apesar de serem encaradas como pontos de perda de calor no inverno e grandes vilãs no consumo de energia com refrigeradores de ar, no verão, as esquadrias em vidro podem ser aliadas na conservação da temperatura interna dos ambientes, se usado o vidro certo.

  • CONFORTO ACÚSTICO

Cortinas, tapetes e diversos outros materiais são usados na decoração para reduzir a poluição sonora vinda da rua ou até mesmo de outros ambientes (no caso de vizinhos ou filhos barulhentos rsrsrs).

APRENDA – COMO ESCOLHER A CORTINA CERTA PARA A SUA JANELA

O vidro também é uma boa solução para diminuir o ruído externo. Usar vedações, como portas e divisórias com o vidro adequado pode reduzir até índices muito baixos, a poluição sonora vinda de fora.

  • CONFORTO VISUAL

Assim como as cortinas são usadas para barrar a entrada de luz em excesso e as luminárias são usadas para clarear o ambiente, alguns vidros especiais podem ser usados tanto para escurecer o ambiente, quanto para deixar o máximo de luz natural entrar. O uso de clarabóias também é uma solução muito utilizada para quando se deseja mais claridade em um cômodo sem precisar de luz artificial.

Outro fator importante que devemos levar em consideração é a integração entre dois ambientes internos ou entre um ambiente interno e um externo. A integração faz com que os dois ambientes pareçam maiores, diminuindo a sensação de enclausuramento que temos em ambientes muito pequenos (que é a realidade da maioria das pessoas que adquire um imóvel novo). O vidro, por ter essa qualidade de ser translúcido, é perfeito para criar esse efeito e ainda configurar espaços bem definidos, já que elimina qualquer barreira visual entre os dois ambientes, sem que se percam as funções de proteção, segurança, conforto térmico e acústico.

  • ESTÉTICA

Além das questões técnicas, a estética é muito explorada através dos diversos tipos de vidros. É um material atemporal (as mesas de vidro, por exemplo, não saíram de moda até hoje!) e muito versátil, podendo ser usado tanto em ambientes residenciais, quanto comerciais e corporativos. Também confere uma atmosfera limpa e leve, quando possui superfície lisa, mas pode trazer um toque de rusticidade, quando texturizado. Além disso, permitem que se explore uma quantidade quase que infinita de cores, padrões de estampas e desenhos, possibilitando personalizar um ambiente, das mais inusitadas formas.

  • ECONOMIA

Vidro é caro? Há quem diga que sim… todo mundo que reforma ou constrói tem surpresas desagradáveis na hora de orçar os vidros. É bem verdade que inicialmente é um investimento grande, mas que é compensado a longo prazo, se forem considerados todos os benefícios que ele traz. Uma esquadria que enche o ambiente com luz natural ou que preserva a temperatura baixa dos refrigeradores de ar traz economia na conta de energia. Um vidro que dá maior vida útil ao mobiliário ou que substitui outros materiais materiais, como padrões e cores de madeira (que saem de moda com mais frequência), em portas de armários e tampos de mesa, também evita a sua substituição por produtos novos.

Além dessas, outras propriedades do vidro são:

  • SUSTENTABILIDADE (por ser um dos materiais mais adequados à reciclagem);
  • HIGIENE (tem porosidade baixíssima, facilitando a sua limpeza e desinfecção);
  • DURABILIDADE (não sofre facilmente com a ação de ataques químicos);
  • ISOLAMENTO ELÉTRICO

Bem, agora que eu já desmistifiquei todas as suas pré concepções sobre esse material, conheça um pouco mais sobre OS DIVERSOS TIPOS DE VIDRO E SEUS USOS!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.